quinta-feira, 9 de junho de 2011

SESC CONSOLAÇÃO NA TRILHA DO SABOR

No dia 26 de fevereiro de 2011, trinta e seis Paulistas visitaram a cidade de Paraibuna, eles vieram para conhecerem a gastronomia local e o Centro Histórico da Cidade.
Os turistas chegaram por volta das 9h foram recepcionados pela Turismóloga Elaine Nogueira e a Jovem Jéssica Costa no Mercado da Suzana.








Lá tomaram um café caipira com bolos, pão de queijos, sucos e geléias, a base de produtos orgânicos e também puderam conhecer o espaço com artesanato de madeira de demolição, ferro e tear manual.
Após o café realizou-se o City Tour no Largo do Rosário, com a monitoria do jovem Pedro que falou sobre a história da Santa Casa de Misericórdia , Instituto Santo Antonio e puderam entrar na Igreja do Rosário dos Homens Pretos.
Em seguida seguiram para a Praça da Matriz conheceram a Igreja do Padroeiro da Cidade Santo Antonio, os Casarões da época do Café e o Prédio da Fundação Cultura e finalmente o Largo do Mercado,onde se encontra o prédio construído em forma de barracão que abriga lojas, restaurantes, armazéns que oferecem uma infinidade de produtos.
O almoço foi servido no Restaurante Chororão perto da cidade em frente a Rodovia dos Tamoios, com janelas de vidro de frente para o Rio Paraíba do Sul, onde os turistas puderam apreciar a vista da cidade, a comida foi servida no Fogão a Lenha: pernil, tutu,fogado,e saladas.
No período da tarde conheceram na Fundação Cultural a exposição de fotos antigas da história de Paraibuna guiados pelo historiador Célio de Abreu, depois participaram de um roda de conversa coordenado pelo Psicólogo William de Oliveira, sobre a história da culinária local e o depoimento das pessoas que vivem da agroindústria na cidade.
Jotinha falou sobre a Cachaça, melado, açúcar mascavo e rapadura; Marcelo dos produtos a base de Cambuci; Malu da Paçoca; Renata levou o material impresso do culinarista João Rural, o jovem Lucas falou sobre a Empresa Bananinha e as jovens Fernanda, Andressa e Brenda falaram sobre os produtos do Sitio do Bello.
Para encerrar o passeio seguiram até a Cozinha Caipira onde o Guia credenciado da Embratur Luciano Stábili contou a história e explicou como são feitos os pasteis do Manezinho: pastel feito de farinha de milho e polvilho doce, recheado com músculo cozido e desfiado, que já está na família há mais de cem anos e vem passando de pai para filho.
Foi servido também o Café Chão Caipira pela D. Irene e Sr. Bernado com direito a bolo de fubá,bolinho de chuva, pão de queijo, geléias e queijos da região ao som dos violeiros Roni dos Santos e Sandra Claro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário